Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (14), temporariamente, na capital paulista, um suspeito de integrar a quadrilha responsável pelo roubo de bancos em Araçatuba na madrugada do dia 30 de agosto. Além do mandado de prisão, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Campinas, três em Piracicaba, dois em Araçatuba, um em Guarulhos e seis em São Paulo.

A ação dos criminosos durou duas horas, com ataques às agências, tiroteio e fuga. Os criminosos fizeram moradores e motoristas reféns, com algumas das vítimas feitas de escudo humano. Veículos foram incendiados para fechar vias e atrapalhar a aproximação da polícia. Além disso, os criminosos usaram drone para monitorar a chegada da polícia e espalharam explosivos pelo centro da cidade, motivo pelo qual a prefeitura suspendeu as aulas e o transporte público na cidade.

Segundo a PF, o detido foi interrogado e encaminhado ao presídio local, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal. “Desde o dia dos fatos a Polícia Federal trabalha incessantemente na identificação e prisão dos integrantes da organização criminosa e, nesse momento, espera colher mais elementos em decorrência das buscas realizadas”, informou a PF em nota.

PROPAGANDA

De acordo com as informações, em menos de 15 dias a PF já prendeu oito pessoas envolvidas no roubo. Outras duas, que já haviam sido identificadas, morreram.

As investigações continuam.

** Com informes da Agência Brasil

PROPAGANDA

Por Felype Oliveira

Felype Oliveira é criador do Café com Net, além de administrar a revista digital, também atua como social media, web designer e roteirista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *