O interesse pelo aplicativo Clubhouse aumentou consideravelmente na última semana, após personalidades como o empresário Elon Musk, o cantor Drake e até mesmo o diretor do programa ‘Big Brother Brasil’, Boninho, participarem de conversas na plataforma.

PROPAGANDA

O aplicativo tem como finalidade conversas apenas por áudio, onde a pessoa pode dialogar com amigos ou qualquer outra pessoa ou grupo ao redor do mundo, nesse último caso ela pode escolher a sala em que tem interesse e participar como ouvinte. O usuário tem como opção usar o botão de “levantar a mão” durante a reunião, caso tenha alguma pergunta ou queira acrescentar algo à fala do palestrante e a autorização só acontece caso o moderador da sala permita.

Nesta segunda-feira (8), usuários do twitter utilizaram suas contas para questionarem a falta de recursos de acessibilidade para pessoas com deficiências no aplicativo. Muitos afirmaram que os desenvolvedores do Clubhouse não consideraram que deficientes auditivos e neurodivergentes teriam interesse na rede social.
 

 

Outro ponto bastante questionado pelos internautas é a exclusão dos usuários de dispositivos Androids, pois o aplicativo só pode ser usado caso a pessoa tenha um IPhone e receba um convite para participar.
Em nota, os criadores do app disseram: “Desde o início queríamos construir o Clubhouse para todos. Com isso em mente, estamos entusiasmados em começar a trabalhar em nosso aplicativo Android em breve e em adicionar mais recursos de acessibilidade e localização para que as pessoas em todo o mundo possam experimentar o Clubhouse de uma forma que lhes pareça nativa”.
PROPAGANDA

Por Lara Santana

Lara Santana é chefe de edição do Café com Net, colaborando também como Social Media e roteirista da revista. Estudante de jornalismo, ela veste a camisa e é uma "cafezete" orgulhosa. Está sempre aprendendo e compartilhando conhecimento, se engajando voluntariamente e liderando mudanças, sendo um dos grandes símbolos da nossa representatividade e paixão pela cultura.

Um comentário em “Internautas reclamam da falta de acessibilidade no app ‘Clubhouse’”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *